Thais Morales II

Thais, 23 anos, segundo ensaio pro bendito; o primeiro aconteceu um ano atrás.

De lá pra cá mudou muita coisa; por fora tenho só umas tatuagens e uns piercings novos, mas por dentro tem muitas diferenças.

Vivi coisas que não desejo pra ninguém, aprendi muito sobre a vida, sobre os outros e principalmente sobre mim mesma. Descobri que pessoas que eu nem imaginava se preocupam mais comigo do que pessoas que eu achava que tavam do meu lado e entendi que nem sempre isso é ruim. Conheci muita gente afude, senti orgulho de várias pessoas e talvez tenham sentido de mim também, consegui aceitar que nem sempre vou entender o por que de as pessoas agirem de uma ou outra forma, e que tudo bem.

Aceitei também que tem muita gente que fala coisas e faz o oposto e a melhor coisa que posso fazer quanto a isso é me afastar, me afastar de gente má, pobre de espírito, que pensa só em si e esquece todo o resto do mundo. Tenho que melhorar, muito, mas é pra isso que to aqui.

Tenham empatia! É um troço tão simples, se colocar no lugar do outro pra pelo menos tentar entender o que acontece com aquela pessoa. Se não quero que façam algo pra mim, não vou fazer isso pro outros.

Saiam da caixa, pensem fora dela. Respeitem as escolhas dos outros, mesmo que por vezes seja difícil de entender. Cada um tem suas razões pra ser como é e ninguém deve achar que pode mudar isso.

Não diminuam a dor e o sofrimento e a luta e os sonhos do outro. Cada um tem suas razões, viveu coisas diferentes e as vezes até lidou de formas diferentes em situações semelhantes. Cada um tem sua força, e ninguém tem o direito de dizer que ela não é suficiente. aumentem a sua própria, e deixem que os outros tenham liberdade pra aumentar as suas. Toda energia que vai, boa e ruim, cedo ou tarde, acaba voltando em dobro.