Marina Kindlein

Mulheres

“Eu gosto MUITO de cuidar das pessoas, mas quase sempre elas se aproveitam disso. Então eu me decepciono muito. Acho que é de família”.

“Ano passado quando eu fui pra São Paulo sozinha pro show da fresno, era gravação do DVD deles. Lembro que quando saíram os ingressos, às nove da manhã, eu comprei na hora e liguei pra minha mãe e falei: Mãe, eu tô indo pro show da fresno, mas esse é um pouco mais longe do que o normal.

Fui com umas amigas minhas, conheci muita gente lá: pessoal que se reúne sempre em todos os shows da Fresno. Fui naquele musical do cazuza lá, porque tava bem mais barato que em POA e eu chorei por horas, porque eu amo/sou a vida dele. Passei 4 dias enlouquecida, porque eu não sabia andar de metrô. O show foi na quinta, na sexta eu fui na galeria do rock e no sábado eu passei fome. Eu estava sobrevivendo a base de bib’sfiha quando eu voltei pra Poa”.

– Eu vim focada pra morar em São Paulo e fazer um semestre da faculdade lá.

– Mas qual faculdade tu tá fazendo?

– Então, eu não decidi ainda. Mas quando eu fizer eu vou passar um semestre lá.

“Eu tenho um sério problema em saber o que eu quero. Às vezes, eu toco muito o foda-se e acabo perdendo o foco”.

– Uma vez numa festa a fantasia fui de mulher maravilha, e pedi pra um cara aleatório me pegar nas costas e sair correndo porque eu queria voar. eu estava de capa.

– Ele te pegou nas costas?

– Sim, foi demais!!!