Lisi Oliveira

Mulheres

“Eu queria viajar pra sempre. Nunca gostei de me prender em lugares e nem a pessoas, sou literalmente uma pessoa de poucos amigos, sempre quis fechar a porta e ir embora, sem ter data pra voltar. Queria esperar juntar um dinheiro e fazer isso, sem ter rota, sem ter um final, só ir. Talvez daqui alguns anos, talvez uns 3 no máximo. Odeio a vida na cidade. Também sempre quis pular de um penhasco ou ponte, fazendo bungee jump. Só que como tenho medo de altura, acho que vou infartar. Hahahaha”

“Tem gente que pensa que fui obrigada a fazer letras e ser professora. Mas na real, foi uma escolha minha e eu tenho muito orgulho disso”.

“Minha mãe disse que quando eu fosse adulta, eu poderia fazer o que quisesse. Daí eu fiz 18 e não tinha um real no bolso…”

 

“Eu faço aniversario dia 29 de fevereiro, por isso todo mundo diz que eu tenho essa cara de criança …

…Mas também, nunca comi pizza de graça. Quando eu era criança sempre quis ir na pizzaria porque aniversariante não pagava e nunca consegui”.

 

– Eu não faço nada de errado!
– Como isso é possível?
– Eu não faço nada de errado porque eu acho tudo certo!

 

“Minha maior dificuldade é conseguir ter tempo pra ver minha irmã. Sinto que ela precisa de muito carinho, pela falta de presença do meu pai…
Queria fazer parte do dia a dia dela, compensar a falta que o meu pai faz. Porque eu sempre odiei ser filha única e quando a Vitória nasceu, eu queria ser a irmã mais velha que eu não tive. Ver o amor que aquela pitoca sente por mim mesmo não me vendo sempre. Quando eu dou um brinquedo pra ela, ela não deixa ninguém pegar e ainda diz: minha mana me deu!”