Leah Macedo

 

 

Sempre tive pânico de tirar fotos.
Escapava ou me escondia atrás de alguém.
Até que percebi que precisava resolver esta “fobia fotográfica”.
Mas como?
Eis que surgiram os “ensaios sensuais”.
Depois de muito pensar, respirei fundo, criei coragem, e marquei o primeiro.
49 anos, faltando 5 meses pra fazer 50.
Olhava para o Insta e pensava – só posso estar louca. Olha essas meninas, além de lindas, sem nenhum problema com a lei da gravidade ou as malditas rugas.
Foi difícil. Não conseguia me soltar. O fotógrafo deve ter dito um milhão de vezes (literalmente) – RELAXA!
Depois de terminado, estava exausta.
Quando o arquivo foi enviado me deu pânico.
Ai, meu Deus! Sou muito feia e vou ter que ficar olhando pra isso? Não quero.
Mas, enfim, encarei e, para minha surpresa, fui gostando das fotos.
Gostei tanto que já fiz 9 ensaios!
Têm as amigas que dão força, demonstram vontade, mas dizem não ter coragem; têm as que querem muito, mas não fazem porque marido ou namorado não deixam; e têm as que não comentam e nunca curtiram uma foto minha de ensaio que eu tenha postado. Pode ser que não gostem de nenhuma, mas estranho porque não sendo foto de ensaio, elas curtem. Arrisco em dizer que estas são as que me consideram “sem noção”.
Já ouvi e ouço muito – Como tu tem coragem de postar aquelas fotos?
Só tenho coragem por que aos 50 anos eu superei um sério problema que me acompanhava desde a pré- adolescência:  a síndrome do “patinho feio”.
Além disso, sou independente, não devo satisfações para ninguém e tive uma criação com liberdade de escolhas (agradeço aos meus pais por isso).
Definitivamente, não me preocupo com o que os outros irão dizer ou pensar.
Não sou o tipo de mulher com curvas, coxa, bunda, etc , gosto de ser magra. Não me enquadro em um padrão de beleza pré-estabelecido pela sociedade.
Minha experiência com aquelas cantadas absurdas de homens é zero. Mas só de assistir já me deprime, e sabe o que me deprime mais? Quando vejo uma mulher que gosta. Mulheres podem ser mais machista do que homens. Lamentável, mas verdadeiro.
E mesmo não sendo o tipo que se enquadra em um padrão de beleza, Infelizmente, já tive que bloquear muitos homens que me mandam DM só porque postei a foto de um ensaio nú. Tem cara que me pede pra mandar a foto sem a tarja. Oi??? Nunca te vi, não sei quem tu é.
O cara não pede porque ele enxerga arte no trabalho de fotógrafo e modelo, pede só pra ver mais uma mulher pelada que, no meu caso, nem é cheia de curvas
Imagina o que estas garotas bonitas ouvem/leem? Deve ser uma chatice.
E gente acho horríveis as tarjas, não vejo o menor motivo para que elas existam por obrigação, deveriam ser opção.
Já tive várias fotos denunciadas e removidas, daí me pergunto, se a pessoa não gosta, é contra, porque olhar o meu insta ou os de todos os fotógrafos que fazem nudes?
Por sorte nunca tive problemas com amigos (as) e, principalmente, nunca me causou problemas na vida profissional.  Continuo sendo a profissional respeitada e elogiada pelo meu trabalho, como sempre fui.
Sei que tem muita gente que pensa que sou velha pra isso e que não me dou conta do ridículo, que têm comentários maldosos de canto, porém, aos 52 anos isto já não importa mais.
Adoro os meus ensaios, posto minhas fotos por gostar muito delas e porque fotografia é arte. Enquanto existir a vontade, seguirei fotografando.
Fico muito feliz com os elogios sinceros, é muito bacana ler comentários de incentivo, principalmente, de pessoas estranhas; e lamento pelos comentários que tenho que remover e pelas pessoas que tenho que bloquear.
Teve um comentário, no Insta de um fotógrafo, que postou uma das minhas fotos, e me chamou atenção por falar na idade. Achei muito querido e divertido.
Dizia: @fulano olha o instagram dessa mulher (repara na idade dela).
Recomendo pra todas as pessoas (mulheres e homens) que têm problemas de autoestima.