Larisa Carvalho

Mulheres

“Há 14 anos eu cheguei em Porto Alegre, e a cidade grande assusta quem chega do interior!!!

Nasci em Restinga Seca, conhecida por ser a terra de Iberê Camargo, tendo sido criada lá pelos meus avôs maternos, pois em 1987 era muito vergonhoso pra família uma mãe solteira na cidade….

Quando fiz 5 meses minha mãe saiu de casa e voltou pra Porto Alegre. Eu tive sorte de uma amiga da família ter leite suficiente pra me amamentar e ser minha mãe de leite!!!
Fui criada de uma forma muito rígida, mas não culpo meus pais, hoje tenho 2 filhos e percebo que muita coisa era pra me proteger, ainda sim, eu não sou do tipo que gosta de regras, que segue tudo a risca…

Há boatos de que não gostam da educação que passo para meus filhos, que dou informação demais pra eles, como eu disse, respeito eles, mas as coisas mudam e tenho que criar meus filhos pra esse mundo então, não é informação demais e sim conhecimento!!!”

“Olho lá pra trás e vejo a mulher que me tornei. Era uma menina ingênua, medrosa, conservadora, não vivia a vida que eu queria e sim as que meus pais queriam!!!
Até começar a namorar um cara mais velho, por um ano consegui esconder dos meus pais, até que um dia meu pai me pegou pulando a janela do quarto e a casa caiu!!
Além de tomar uma surra, minha mãe chamou a polícia, fui parar no hospital… Foi um escândalo, eu sofri demais, eles também…. Até que minha mãe resolveu me buscar e me trazer pra Porto Alegre.

Morei um tempo com ela, depois fui morar num emprego, não sabia fazer nada… Mas tive sorte da ajuda dos meus chefes!!
9 meses depois eu saí, voltei pra casa da minha mãe e conheci meu namorido… Ganhei de aniversário de 16 anos. Na verdade minha mãe conheceu a mãe dele no 138 (kkkk não existia whats nessa época ) conversamos um mês até nós conhecermos e dentro de 2 meses fui morar com ele!!!”

“Engravidei da minha primeira filha com 17 anos, estava apavorada e sozinha… Mal falava com minha família, fui ajudada por uma vó de coração cuja casa eu cuidava, mas na verdade eles que cuidavam de mim e da Maylla!!

Passaram se os anos e eu fui me sentindo pequena, Tava faltando alguma coisa… Me separei, paguei aluguel sozinha, cuidava da Maylla e ainda trabalhava fora!!! Uaauuuuu tinha um mundo cheio de possibilidades, mas eu ainda era ingênua, namorei pessoas erradas, e no fim acabei voltando pro meu namorido…”
“na reconciliação venho o João Emanuel meu presente de natal em 2012.
A família reunida para as Bodas de ouro da mãe e do pai, mas eu tive que ficar de fora, estava me recuperando do parto, ficamos em casa corujando o novo baby!!
Um dia acordei cheia de vontade de fazer um curso de qualquer coisa, precisava fazer algo, ser mãe é muito bom, mas não consigo ficar dedicada só pra casa!!!
Então voltei a estudar, fiz um curso de Maquiadora, fui convidada pra participar de um evento social, que foi onde descobri que tinha potencial, que minha vida era muito mais que ser mãe, mulher e filha!!!

Desde então já participei de 3 eventos que para mim ainda são poucos, mas cada um me ajudou a acordar de um coma, sai da zona de conforto, mudei meu visual, 1, 2, 3, 4 … Agora é a quinta vez e estou me amando, me despi dos meus tabus, dos meus preconceitos e da vergonha de me olhar nua como eu sou!!! Sem pudor algum, eu sou uma mulher linda do meu jeito de ser, com meus adornos, com minhas tatuagens… E agora uns cabelos brancos pra me lembrar que os 30 estão chegando ai!!! O que eu espero daqui pra frente?!”