Grasiela Mottola

Mulheres

“O que mais me influencia é o que acontece na minha vida, eu sou o que eu acho que eu devo ser, e não digo que sou uma pessoa, eu sou várias, tenho momentos, fraquezas, fortalezas, e cada momento faz com que eu corresponda com o que acontece. Talvez alguns momentos mais marcantes (e bem tensos) da minha vida podem ter me influenciado pra ser mais essa “porra louca” que faz o que dá na telha e é impulsiva, é uma questão de cansar de se importar com o que pessoa A, B, ou C vai dizer. É apenas me importar com a minha verdade, independente do que pensem ou digam.”

“Eu acho que o pior erro que podemos cometer é confiar em algumas pessoas. Mas eu não tento mudar esses erros, nem posteriores problemas que me causaram, pois eu acho que só assim somos capazes de aprender a dar valor e confiar apenas em quem merece esse presente. E ainda assim, confiamos nas pessoas erradas, e isso segue acontecendo, a nossa vida com certeza é mais marcada por pessoas ruins que passaram e deixaram boas aprendizagens do que por qualquer outra coisa. ”

“Acredite em você mesmo o máximo que puder. Seja na sua beleza, na sua voz, nas tuas vontades e escolhas. Se tu acredita que algo vai te fazer bem, vai lá e arrisca. Quebra a cara mesmo sabe? Muita coisa vai dar errado, mas muita coisa vai dar certo, e dentre todas as escolhas o teu crescimento pessoal vai superar qualquer derrota que tenha, pois a superação é capaz de ensinar muita coisa pra gente.”

“Eu sempre desacreditei do meu corpo, é pouca bunda, pouco peito, muita barriga, braço gordinho, sempre enxergando diversos defeitos, e buscando melhorar obviamente, mas certamente tentando me encaixar em um padrão que provavelmente não fará parte da minha realidade, pelo menos não por enquanto.
Fazer o ensaio foi enxergar que essas coisas muito provavelmente não são um defeito, aprender a me admirar como eu admiro diversas mulheres pela internet, foi perceber que eu também tenho poder sobre meu corpo.”

“Quando saí da sessão até falei que estava me sentindo uma diva, ahahahha.
É uma sensação de inflamação, uma euforia, foi como se eu precisasse disso pra acreditar mais em mim, no meu corpo, e na minha vida. A visão que temos através das fotos é algo indescritível. Eu recomendo a qualquer pessoa, é autoconhecimento, é ego inflado, é muito amor!”